Recomenda-se:

Netscope

Thursday, September 27, 2012

Os perigos dos "pobres diabos"

Uriah Heep, personagem de Charles Dickens, é um dos vilões mais subtis e bem conseguidos de sempre. Magro e desengonçado, com a aparência e os modos de uma enguia, cresceu a acreditar que fazer-se de coitadinho era o caminho mais eficaz para subir na vida. O seu discurso é sempre melífluo, cheio de peçonha e finezas. É incapaz de ser frontal e passa a vida a gabar-se de ser " uma pessoa muito humilde", de enorme desinteresse e desvelo pelos assuntos das pessoas a quem suga o sangue. 
Parece - tanto fisicamente, como nos actos - carecer de espinha dorsal. Não mostra um pingo de dignidade, como um verdadeiro lambe botas; mas é tudo encenação, uma máscara para a sua perversidade. Para melhor se aproveitar do patrão afaga-lhe o ego, incentiva-lhe os vícios, alimenta-lhe as paranóias, explora-lhe os pontos fracos. Na realidade quer é roubar o mais possível, bisbilhotar para reinar melhor, arranjar motivos para o chantagear, ficar-lhe com a fortuna e  com a filha. Mas como é tão solícito, tão caladinho, tão prestável, disposto a suportar tudo - uma pérola - ninguém desconfia dele. Causa pena, e isso é exactamente o que ele quer. Uriah Heep só deita as garras de fora - passando-se e tendo chiliques assustadores, como é apanágio destes carácteres - , só vomita o seu veneno e ressabiamento, quando alguém atrapalha os seus planos. Porém, ao ver-se finalmente apanhado (depois de causar imensos sarilhos e passar impune durante um bom tempo) volta à sua atitude de falsa humildade e servilismo abjecto, tornando-se um preso modelo, um pobre diabo...para engraxar o director da cadeia e conseguir os privilégios que daí advêm, pois claro. Os Uriah Heep, as enguias desta vida que se gabam muito da sua humildade e dedicação, quando aparentemente nada têm a ganhar com isso, para mim são o pior tipo de mau da fita. Como vilões de ficção, são repugnantes; carecem de encanto, daquele carisma evil is cool. Na vida real, são assustadores. 

2 comments:

Fashionista said...

Adoro as personagens de Dickens! Há tantos assim!

Imperatriz Sissi said...

São muito bem apanhadas, sem dúvida. Conheço alguns Uriahs. Poucos, felizmente!

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...