Recomenda-se:

Netscope

Monday, November 3, 2014

Coitada da Victoria´s Secret, ou de como certas mulheres nos envergonham a todas.





No seguimento do post de ontem, e de outros relacionados com o malfadado #skinnyshaming, acontece isto. Sem querer bater no ceguinho, há que chamar a atenção para o facto de estarmos a assistir a um delírio generalizado.

É que parece que ninguém tem coisas sérias de que se ocupar: nem as mulheres (que supostamente terão mais que fazer) nem os meios de comunicação, senão fazer caça às bruxas.

 Resumo da situação  ridícula: a Victoria´s Secret lançou um soutien a que chamou Body/Corpo - porque tem "corpo" para segurar tudo no lugar, certo? É um soutienzito, coitado, não um manifesto político.

 A Victoria´s Secret, que tem um posicionamento muito vincado, pôs as modelos do costume, os seus "anjos", a publicitar o soutien, MAS - movimento ousado numa época que mais parece uma ditadura - acrescentou o slogan "The Perfect Body" por cima das ditas modelos.

 É caso para dizer, como o povo que nunca se engana, ai filha o que tu foste fazer.

 As mulheres mais "cheiinhas" zangaram-se imenso e não só andam por aí a protestar em bikini mostrando o que o Senhor lhes deu com cartazes sob o mote #iamperfect, como fizeram circular uma petição que conta com 17 mil assinaturas, exigindo um pedido de desculpas e a alteração da campanha. Já agora...




 É curioso que nunca ninguém se zangou com a Victoria´s Secret por mostrar estas manequins nos seus desfiles -a polémica vem apenas de se classificar as mesmas como tendo o corpo "perfeito". 

Alguns artigos tentam restaurar o equilíbrio lembrando que nunca, em sociedade alguma, TODA A GENTE foi considerada "linda", que padrões de beleza sempre existiram e que ninguém tem o direito de insultar ninguém, mas a histeria continua.


Sim, mostrar o dedo é um verdadeiro manifesto.


 Bom, eu não sei se o corpo de Adriana Lima, Lily Aldrige e companhia será "perfeito", nem interessa. São corpos com tudo no lugar mas para mim o corpo "perfeito" era e será o de Raquel Welch, enquanto para outras pessoas a definição pode ser diferente; em última análise cada mulher pode procurar a perfeição dentro do seu tipo. 


Candice Swanepoel é linda, alta e elegante, Scarlett Johansson, dentro de outro tipo físico, é igualmente linda e esguia. Kristina Hendricks, mais "redondinha", é lindíssima. 


 O que interessa é que uma marca tem o direito de escolher as modelos que  achar melhor. Se mostrassem raparigas com ar famélico e doente isso seria mau, mas não é o caso: a VS usa MODELOS, não actrizes nem it girls, nas suas campanhas. E as modelos - fora casos como Kate Upton - não são a comum das mortais. 


Não, minha querida, a menina não é perfeita: é tola.

 Não são necessariamente mais "bonitas", mas tal como os atletas, a realidade delas não é a de toda a gente. Como os judocas olímpicos, as modelos que já são naturalmente altas e esguias são obrigadas a vigiar o peso e as medidas. É o seu trabalho, simplesmente. Muitas delas, se as virmos na rua, são raparigas altas e magras com uma cara bonitinha, mas não viram cabeças. Têm imperfeições como toda a gente, o resto é ilusão: maquilhagem, cabelos, luzes, edição de imagem...truques.

Então porque é que levam isto tão a sério? Porquê esta raiva, esta inveja? Não só isto diminui todas as mulheres, como dá uma imagem ao mundo de que todas elas são umas fúteis desocupadas com ar e vento na cabeça.

 Tanto reclamam que não querem ser valorizadas só pelo corpo, mas depois é o que se vê: não se preocupam com mais nada, e pior: se uma "magra" insulta uma gordinha, cai o Carmo e a Trindade. Se uma "gordinha" insulta uma "magra" está a lutar pela democracia da imagem corporal. 

Bonito. Estamos entregues às desmioladas.

6 comments:

A Bomboca Mais Gostosa said...

Como tu dizes e bem, está tudo louquinho. Eu cá não acho piada às meninas magrinhas e altas, mas, mais uma vez, como dizes e bem, grande parte das modelos não viram cabeças na rua. São maquilhadas, produzidas ao pormenor e o resto são truques. Mas o mundo delas não é o nosso, e nem devemos almejar isso. Se os ideais de beleza são errados e em vez de promover a magreza, deve promover a saúde, isso, sou completamente a favor. Mas das tolices não sou a favor. Era a mesma coisa que agora me quererem impingir que só as meninas acima de 90kg é que são bonitas (gordura já foi formosura!).

Krystel said...

Ai, vénia a isto. Também escrevi sobre isso e sobre o caso ridículo do manequim da Top Shop. O problema não é da VS nem das marcas, é nas pessoas que não pensam nem se sabem posicionar no lado certo da questão. Enfim...! ;)

Blog - FB - Bloglovin'

Bia Fernandes said...

Uma salva de palmas a este post... As pessoas não sabem mesmo qual é "a linha que separa" o normal do ridículo e isto é se dúvida ridículo.

Carla Isabel said...

Bom concordo com o que dizes, MAS há que ter em atenção aquela faixa etária onde as hormonas pululam!

A malta adolescente deixa-se levar, como dizes e bem o trabalho das modelos é, basicamente, ter um corpo para desfilar e fotografar, MAS a malta nao pensa assim - um exemplo, tenho quatro filhos, um rapaz adolescente que dá muito importancia ao corpo embora lá em casa toda a gente lhe diga que e importante ser saudável e comer bem...mas ele gosta de ter abdominais definidos e blá blá blá...a minha 2ª filha com oito anos , já vai atirandoi para o ar que não pode comer muito para não engordar porque quer ter a barriga lisa - o discurso é sempre o mesmo lá em casa, mas este tipo de publicidade não ajuda. É so um soutien - é! Mas o facto de lé estar escrito que são o corpo perfeito pode eventualmente mexer as cabecinhas menos pensadoras - que isto é como em outra publicidade qualquer - não nos podemos deixar levar! ;)

Imperatriz Sissi said...

Carla, é verdade, mas compete aos pais educar e ajudar a distinguir realidade de fantasia.


Não podemos reclamar com séries como The Walking dead porque os miúdos se inspiram nisso para andar a partir cabeças...publicitarem uma imagem próxima da anorexia é mau, agora mulheres perfeitamente normais..e não podemos esquecer que há pequenas naturalmente magricelas que podem sentir-se mal com todo este skinny shaming...

Imperatriz Sissi said...

Krystel e Bia, obrigada :D

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...